Como planejar compras e gastos maiores ao longo do ano?

Ao longo do ano, você tem alguns gastos maiores, que ultrapassam seu orçamento mensal. E naquela antiga forma de pensar e agir, de falta de planejamento, sua forma de lidar com isso era parcelar em infinitas vezes e passar o ano inteiro pagando.

Sempre me incomodei muito com isso, mesmo antes de entender o quanto as parcelas nos fragilizam e limitam meus projetos futuros.

Vamos de uma vez por todas aprender a planejar gastos de valor mais alto, de maneira a aproveitar os descontos de se pagar à vista e aproveitar dos juros que rendem da nossa aplicação (e não mais PAGAR os juros dos parcelamentos!!!).

Então vamos lá. Faça uma lista de todas essas coisas que eu chamo de “Projetos” que faça sentido à sua vida. Alguns exemplos:

  • seguro do carro
  • IPVA
  • IPTU
  • matrícula escolar
  • presente de aniversário
  • presentes de Natal
  • festa de aniversário
  • viagem de férias
  • viagem no feriado tal
  • viagem de Natal/Ano Novo
  • anuidade da associação X / entidade de classe
  • seguro de vida
  • etc

Claro que nem tudo isso precisa NECESSARIAMENTE se tornar um projeto. Algumas delas você pode dar aquela apertadinha e encaixá-la dentro do orçamento mensal mesmo. Daí, maravilha!

Mas as que extrapolam o orçamento mensal, você precisa, agora, levantar quanto custam e quando elas acontecem, ou seja, quando você precisa ter o dinheiro total para pagá-las de uma vez.

Sabendo essas datas, você faz as contas de quanto precisa juntar por mês para alcançar aquele valor total até a hora de comprar/pagar por aquilo.

gastos maiores

Por exemplo, você vai viajar em AGOSTO. Quanto dinheiro você pode ir juntando mensalmente para ter o valor total desse projeto até JULHO? (Eu gosto de me programar para ter o valor total até um mês antes, assim se algum imprevisto acontecer, tenho mais 1 mês de bônus).

Daí, em agosto ou setembro, você volta de viagem sem nenhuma dívida ou parcelamento e já começa a juntar o dinheiro para pagar, por exemplo, o IPVA e o IPTU à vista, lá em JANEIRO.

Feito isso, em JANEIRO OU FEVEREIRO, você já começa a juntar dinheiro para pagar à vista o seguro do carro que vence em maio. E por aí vai!

Acho que ficou óbvio que você precisará fazer o dinheiro sobrar no seu orçamento mensal para ir acumulando na aplicação, certo?

Mas pensa comigo: você não ia parcelar de qualquer jeito? A diferença, agora, é que você vai parcelar para você mesma, antecipadamente. E quando chegar na hora de comprar, terá o valor total, toda poderosa para fazer as melhores escolhas, sempre disponíveis para quem tem dinheiro na sua mão.

Percebe a diferença?

E enquanto “parcela para você mesma”, o dinheiro vai lá, rendendo. É uma total inversão de pensamento, uma adoção do hábito de planejar os gastos maiores antes e pagar depois.

Isso é fazer o dinheiro trabalhar por você num exemplo micro! Isso é inteligência financeira <3

Experimente e depois me conte o que achou!