O curioso caso de quem não ganha mal, mas mesmo assim tem dívidas

Você já ouviu falar de “Armadilha da Classe Média?”. É ela que explica por que algumas pessoas não ganham mal, mas mesmo assim têm dívidas.

Você sente que esse é o seu caso?

Não fui eu quem cunhou esse termo, foi o Robert Kyosaki, autor de “Pai Rico, Pai Pobre”. Ele explica no livro (inclusive, recomendo muuuuito a leitura!) que a classe média tem por comportamento padrão encher a vida de “passivos”.

Em outras palavras: conforme as pessoas vão tendo um dinheirinho excedente após cobrir suas despesas básicas de subsistência, vão adquirindo bens e serviços que só fazem tirar dinheiro dos seus bolsos continuamente. Seja um carro, uma casa, depois um carro melhor, uma casa maior, escolas particulares, depois uma escola mais cara, convênios médicos que vão encarecendo, um número maior de roupas e acessórios cada vez mais sofisticados, cada vez contratam mais serviços… e por aí vai! Isso faz com que essas pessoas gastem sempre muito perto de 100% de seus salários todos os meses.

Como não há uma margem entre o que ela ganha e o que ela gasta, também não há dinheiro sendo aplicado, rendendo, para que um dia o mesmo gere a renda que vai sustentá-la quando precisar parar de trabalhar.

A causa das dívidas

Esse comportamento padrão que a maioria de nós tem – seja desde a infância ou conforme fomos ganhando um salário um pouquinho maior e sofisticando nossos hábitos – provavelmente é a causa de você estar endividada hoje.

Como você nunca fez o dinheiro sobrar, não mantinha uma boa margem entre o que você ganhava e o que gastava, não havia uma quantia sendo investida, formando a reserva de emergência (que serve justamente para aqueles imprevistos financeiros que SEMPRE acontecem).

mulher não ganha mal, mas tem dívidas

Também, provavelmente, você tinha como padrão fazer compras parceladas – o que isoladamente não é “garantia” de que você vai se endividar. Porém, isso somado a ter um orçamento sem margem e ter pouca (ou nenhuma) reserva de emergência, te deixou extremamente vulnerável a qualquer evento fora da rotina (de novo: imprevistos sempre acontecem e sempre vão acontecer!).

Eu ainda incluo por conta própria a esse conceito de “Armadilha” o fato de que muitas vezes o nosso estilo de vida é construído com base em demonstrações exteriores de status financeiros.

Eu sei, essa parte é bem difícil reconhecer e aceitar.

Mas é fato que não gostamos de ser vistas repetindo roupa, ou com o carro velhinho, ou pegando transporte público, ou não dando presentes “respeitáveis” para quem a gente ama, ou não conhecendo os restaurantes mais caros da região, ou não viajando todas as férias…

É claro que você pode fazer tudo isso para agradar a si mesma também! Porém, sua versão do futuro estaria sendo deixada de lado, né? E ela merece atenção também!

Investir é algo invisível para quem está de fora e requer, sim, certo desapego a demonstrações de curto prazo.

E agora?

É um conjunto de fatores mais ou menos parecidos com esses relatados acima que estão na por trás de praticamente todas as situações de endividamento.

Minha intenção ao escrever esse texto é um só: te provocar uma reflexão que talvez você nunca tenha feito até hoje.

Perdoe-se, aceite-se. É totalmente normal agir do jeito que você agiu até hoje! Agora, você vai começar a pensar: quais hábitos, comportamentos, compras, serviços e escolhas estão presentes no seu dia a dia e que podem ser desfeitas pelo menos enquanto você coloca as contas em dia e sai do sufoco?

Quais são suas prioridades de vida, aquelas coisas que são verdadeiramente preciosas para você (e para sua “eu” no futuro) que não estão recebendo sua atenção e nem seu dinheiro?

Você pode e merece e fazer muito mais com seu próprio dinheiro. E a partir de agora você vai aprender a fazê-las de maneira ajustada à sua realidade, à sua essência e com planejamento.

Esses novos hábitos e comportamentos mais saudáveis vão te acompanhar não só enquanto quita as dívidas – mas pra sempre. Você vai estabelecer uma relação saudável com seu dinheiro e isso vai trazer muito mais prosperidade e uma vida cheia de sonhos realizados.