Controle financeiro: por que meu dinheiro nunca sobra?

A resposta para essa pergunta é bastante óbvia e já te peço desculpas por isso. Mas o seu dinheiro não sobra pelo simples motivo de que DINHEIRO NUNCA SOBRA.

“Sobrar” não é muito uma especialidade dessa coisa chamada dinheiro. E é por isso que a gente tem que aprender a ter controle financeiro: para direcionar nossa grana para os lugares certos.

controle financeiro dinheiro nunca sobraAqui está o maior e mais comum erro financeiro que você pode cometer: esperar o dinheiro sobrar para começar a investir, para realizar um sonho antigo, para pagar suas dívidas… como se alguma mágica fosse acontecer e automaticamente o dinheiro passaria a sobrar sem que você fizesse nenhum esforço para isso.

Chego ao extremo de dizer que, até nos casos em que a pessoa recebe um salário bastante alto para seu padrão de gastos e acaba sobrando dinheiro na conta todos os meses, se ela não aprender a investir corretamente para os determinados momentos da vida, o dinheiro vai faltar sim! Só que vai faltar lá na frente, quando ela começar a ganhar menos porque não aguenta trabalhar tanto como antes.

Então, como fazer sobrar?

Para o seu dinheiro “sobrar” você precisa ter em detalhes o quanto sua vida custa em relação ao seu salário. E manter um estilo de vida abaixo, muito abaixo desse patamar salarial.

>> Caso não dê para diminuir ainda mais seu padrão de vida, veja isso como um forte indicativo de que você precisa ganhar mais. Buscar uma renda extra ou investir na sua capacitação para conquistar promoções no trabalho ou mesmo mudar de emprego.

Assim que seus gastos ficarem menores do que seus salários, você precisa imediatamente poupar a diferença. Montar reservas financeiras para os diferentes objetivos que tenha na vida. Livrar-se do hábito de parcelar tudo e adotar a postura de pagar as coisas à vista (aumentando as chances de pagar mais barato, pois você terá nas mãos a possibilidade de negociar descontos). E aprender a planejar seus próximos passos – tendo um investimento de emergência caso algo fora do planejamento aconteça.

Isso vai resultar em uma planilha financeira que não tem um saldo enorme sobrando lá no final da conta. Não tem porque você começou a tratar o valor direcionado aos investimentos como se fosse uma conta, uma obrigação, uma despesa. É uma dívida com você mesma.

E quando essa “obrigação” parecer sacrificante para você, basta se lembrar o sacrifício que é levar uma vida sempre “corrrendo atrás do prejuízo”. – enquanto uma vida planejando sequencialmente a realização dos seus sonhos, ao meu ver, não tem nada de sacrificante! Sim, você precisará abrir mão de algumas coisas agora, mas é para um bem maior. Sua versão do futuro vai agradecer 🙂

Se quiser, você pode baixar gratuitamente minha planilha financeira e receber orientações sobre como fazer sua organização financeira passo a passo por e-mail.