Como planejar as finanças para o ano novo

Eu amo resoluções de ano novo. Sempre amei!

Obviamente, nem todas as resoluções custam dinheiro. Aliás, as melhores coisas da vida não são coisas <3

No entanto, alguns sonhos custam, sim, dinheiro para ser realizados e quando incorporei o planejamento financeiro às minhas metas pré-réveillon, meu nível de realização cresceu incrivelmente.

Aqui vão algumas dicas BEM BÁSICAS para fazer suas resoluções financeiras de ano novo com maior garantia de que você as tornarão realidade:

  1. Coloque no papel (ou na planilha, de preferência!). Liste as coisas que você vai querer fazer neste ano:  aquela viagem, aquele curso, a troca do carro, quitar todas as dívidas, abrir o próprio negócio…

  2. Descubra quanto custa o que você quer fazer. Talvez você precise fazer alguns orçamentos. Então faça-os!

  3. Organize suas finanças para entender quanto dinheiro conseguirá juntar por mês para cada um desses projetos. Se não estiver sobrando muito, faça o que precisar fazer para sobrar: ganhar mais, gastar menos…

  4. Considere os valores extras que você eventualmente ganha ao longo do ano (participação nos lucros, bônus, vendas extras em determinada época, décimo terceiro, ⅓ das férias, restituição do Imposto de Renda) e distribua a realização dos seus projetos ao longo do ano de maneira que aproveite também esses valores;

  5. Faça as contas para verificar se todos esses valores (dos extras e do que está sobrando mensalmente) vai dar para tudo o que você quer fazer sem entrar em dívidas. Se não der, você pode substituir um projeto por outro, adiar algum, adiantar outro, reduzir um orçamento, buscar outras fontes de renda… enfim!

Ao longo de todo o ano, da mesma forma que você acompanha suas despesas e receitas, você também vai revisitando seus projetos. Afinal, nós mudamos de ideia, a vida traz surpresas e ajustes na rota são sempre necessários.