4 sinais de que sua relação com dinheiro está ruim

Salvo raríssimas exceções, os maiores problemas financeiros começam aos poucos. Um erro aqui, uma atitude irresponsável ali e, com o tempo, a situação vai tomando corpo.

Como dinheiro não aceita desaforo, os pequenos desajustes na sua relação com dinheiro, se varridos para debaixo do tapete, podem virar uma bola de neve incontrolável.

zona de conforto, desequilíbrio financeiro

 

Existem alguns sinais para você detectar se a sua postura em relação ao dinheiro está apresentando os primeiros sintomas de problemas maiores futuros:

1. Você não olha seu extrato

Fingir que o problema não existe não faz ele desaparecer. Não checar o rombo da sua conta corrente não ajuda na solução. O mesmo vale para checar o quanto você já gastou no cartão de crédito esse mês: acompanhar ou não o status da sua fatura não evitará que ela seja cobrada!

Sei que é doloroso, mas quanto mais ciente da verdade, mais preparada você pode estar para resolvê-la. Coragem!

 

2. Você vive na ansiedade do dia do pagamento

É muito triste a vida de quem trabalha a semana inteira para ser feliz só no final de semana. Do mesmo jeito, é uma loucura viver aguardando o dia do pagamento!

Quando temos a vida financeira equilibrada, o dia do pagamento é uma simples data para “distribuirmos” nosso dinheiro entre pagar as contas e investir para realizar nossos projetos e sonhos. Tudo isso e apenas isso!

Se você não dorme direito por causa das dívidas e quase tem uma úlcera esperando o dia do salário, é um sinal claro de que há um desequilíbrio na sua organização e planejamento. 

3. Você não fala disso com seu cônjuge  (e quando fala, só sai briga!)

Dinheiro é a principal causa de brigas entre casais e separações. Pessoalmente, não consigo imaginar uma relação afetiva saudável na qual as duas pessoas não falam abertamente sobre suas finanças.

Se você evita esse assunto ou adota uma postura reativa (sempre que esse assunto é abordado, você briga, é grossa, responde de maneira ríspida), temos um problema. Se você precisa mentir ou esconder certos comportamentos, temos um problemão!

4. Você acredita que algo mágico vai te salvar

Se eu ganhasse 1 real toda vez que ouço alguém dizer que vai resolver tudo quando ganhar na Mega Sena, eu estaria mais rica! É o clássico exemplo da mentira com fundo de verdade.

À parte desse pitoresco (mas real) extremo, há muita gente aguardando aquele emprego mágico com um baita salário chegar para então se preocupar em começar a investir. Ou acredita que de uma hora para outra as dívidas serão automaticamente resolvidas e daí, sim, vai organizar as finanças.

Ou pior: não faz absolutamente nada para cuidar da vida financeira na velhice, se apoiando na crença de que algo vai acontecer e vai dar tudo certo, vai ter dinheiro na aposentadoria por alguma mágica do universo.

Eu acredito em mágicas e surpresas do universo. Mas como existe uma enorme possibilidade de nada disso acontecer, é melhor você aizer sua parte, né?

Melhore sua relação com dinheiro!

Se você diagnosticou um desses sintomas no seu comportamento em relação ao dinheiro, já é um bom sinal: a clareza de que temos um problema é o primeiro passo para solucioná-lo.

Meu maior conselho é: CORAGEM! Tenho certeza de que você já enfrentou muitos desafios na vida e este é apenas mais um. Não há nenhuma evidência nos indicando que você não é capaz de resolver seus problemas financeiros e melhorar sua relação com dinheiro. Então, reúna suas forças e descubra o tamanho do monstro que você precisa enfrentar!!! Talvez um profissional possa ajudá-la a traçar o plano para vencer esse monstro e te ajudar a sair da sua zona de conforto e entrar em ação. Mas o principal precisa estar dentro de você: o desejo de mudar o jogo!